domingo, 21 de março de 2010

Festejar a poesia!

O sorriso

Creio que foi o sorriso,
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso.
EUGÉNIO DE ANDRADE

1 comentário:

  1. Oi Paula! Já ca tinha vindo "espreitar" algumas vezes... De facto, és muito talentosa. Adorei o chapeu! Imagino qualquer um dos teus trabalhos no quarto da Ema - que pintámos de violeta por ser a cor da imaginação... Já agora, dá um salto ao meu blog - http://www.waiting4ema.blogspot.com/
    Está um pouco parado... ela não me dá descanso!
    Beijo
    Ana Barroso

    ResponderEliminar